Tem algumas coisas da obra que eu nunca imaginei que seriam complicadas, mas que no fim das contas parecem estar com uma zica total. Um bom exemplo disso foi a compra das caixas d’água…
 
O plano inicial era acomodar as duas caixas de água fria (água “limpa” e água de reuso) suspensas em uma laje dentro de um quartinho de serviço, com o boiler do aquecimento solar instalado na parte de baixo desta laje, para ganhar espaço.
 
Depois, descobrimos que se o boiler ficasse na mesma altura das caixas de água fria, ele teria uma diferença de altura suficiente para as placas de aquecimento solar do telhado e funcionaria sem necessidade de uma bomba para forçar a circulação de água (o que é muito bom, pois é mais barato, economiza energia, e é uma coisa a menos para quebrar no futuro).
 
Aí veio o primeiro problema : As caixas que eu queria instalar, da Tigre, eram grandes no diâmetro, e pequenas na altura. Como decidimos colocar o boiler sobre a mesma laje, não havia espaço suficiente…
 
Sobraram duas alternativas : Aumentar o quartinho de serviço (com a desvantagem de diminuir o espaço da minha oficina) ou encontrar um modelo de caixa d’água com a mesma capacidade, mas com diâmetro menor. Optei pela segunda, porque não queria perder espaço na oficina, e encontrei modelos com a capacidade que precisava (Acqualimp). Elas são mais altas e com diâmetro menor, o que resolveu o meu problema de espaço. Fechei o pedido, e achei que esta fatura estava liquidada…
 
Passou uma semana, e nada das caixas chegarem…
 
Passou outra semana…nada…
 
Depois de ligar um monte de vezes para o pessoal que me vendeu as caixas, confirmaram que seriam entregues na sexta feira (19-02). Perto das 5 da tarde, o pessoal ligou, e disse que o caminhão estava lá na obra, mas não tinha ninguém pra receber o material…
 
Depois de ligar no celular do engenheiro e do mestre de obras um monte de vezes, descobri que bem nesse dia eles resolveram diminuir o horário de almoço para sair um pouco mais cedo. Como a entrega já estava muito atrasada, o pessoal do caminhão foi gente boa, e se propôs a pular o muro e deixar as caixas lá dentro da obra (delicadamente) desde que eu autorizasse. Falei que tudo bem, desde que não arremessassem as caixas lá pra dentro, pois poderiam quebrar, e seria bem pior…
 
Quando saí do escritório, resolvi dar uma passada lá na obra para ver se as caixas estavam inteiras…quando abri o portão, vi que o pessoal da entrega tinha colocado elas dentro da sala, na área coberta….beleza! Fim da saga? Nãããããããão!!
 
Olhando as caixas mais de perto, vi que uma delas era do tamanho errado! Entregaram uma de 1000 litros ao invés de 1500 !! Zica do pântano !
 
Lá da obra, liguei para o pessoal que me vendeu a caixa, mas o expediente já tinha acabado. Tive que dormir com essa na sexta feira…
 
Sábado de manhã, fui cedinho lá pra obra pra avisar os pedreiros que a caixa veio errada, porque do jeito que isso estava zicado, imaginei que se demorasse muito, eu ia chegar lá e encontrar a caixa já instalada e cheia de água…rsrsrs…felizmente deu tempo, e mais tarde falei com o pessoal da loja, que reconheceu o erro e disse que faria a troca da caixa.
 
Enquanto escrevo este post (noite de 23-02), imagino que já tenham feito a troca…mas só vou acreditar quando ver as duas caixas instaladas por lá!
 
Abraços,

Ó dia...ó azar...ó caixa d'água....

Anúncios